• Gonçalo Dias Martins

Verde Amarelo - a pérola da Margem Sul



Em 2020, faz 30 anos que "deu à costa" a Pizzaria Verde Amarelo. Três décadas de qualidade e de sucesso.


Em 1990, a zona da Costa da Caparica tinha um ambiente ligeiramente diferente do que habita hoje. Era uma zona costeira de elite, com muito movimento noturno, com uma energia que começava nas bonitas praias durante o dia e acabava nos divertidos bares ou discotecas à noite. O Verde Amarelo nasceu para dar resposta a essa grande vaga de pessoas, que precisavam de um local onde pudessem comer pratos simples mas apelativos.


Com os anos, a Costa da Caparica perdeu um pouco desse brilho, mas o Verde Amarelo manteve a sua luz, adaptando-se, e tornando-se uma referência, não só no distrito de Setúbal, mas também para os vizinhos de Lisboa.


Uma das grandes chaves do sucesso do restaurante, é a pluralidade de pratos de qualidade. Começando nas pizzas, dos hambúrgueres às massas, dos bifes às saladas, o Verde Amarelo sempre ofereceu uma quantidade de escolhas proporcionalmente direta à qualidade dos pratos.


Fonte: www.pizzariasverdeamarelo.com



Em meados da última década, uma avalanche de restaurantes de sushi invade a Europa Ocidental, e o litoral português não foi exceção. Este tipo de comida oriental torna-se uma tendência avassaladora, muito procurada, e nascem diversos espaços na Costa da Caparica, inclusive, vários na mesma rua que o Verde Amarelo. Os donos, conscientes de que a nova moda gastronómica poderia significar um desvio de clientes significativo, decidem tomar uma decisão corajosa, e, após uma forte investigação e cuidadosa preparação, lançam o seu próprio sushi na ementa.


Para muitos não será fácil compreender como é que uma pizzaria tradicional conseguiu introduzir o sushi no seu restaurante, mas a verdade é que o Verde e Amarelo teve o mérito de, não só começar a produzir sushi de uma qualidade muito elevada, como hoje o sushi é considerado pelos clientes como uma das suas especialidades.

A frescura dos ingredientes adicionada ao talento de quem confeciona o sushi, tornou o Verde Amarelo num local de eleição para comer sushi na Margem Sul, contrariando o que era espectável, dada a interminável quantidade de restaurantes japoneses nos arredores.



E assim, o Verde Amarelo, montado à beira-mar, não depende da época balnear para ver as suas mesas cheias, apesar de, claro, no Verão ter as suas maiores enchentes. O sucesso efetivo permitiu ao franchising abrir um outro restaurante na Amora, também na Margem Sul, que permitiu a expansão do seu serviço e também do seu público.


Uma peculiaridade dos restaurantes da franquia são os empregados. Existe uma parte, que são elementos que já fazem parte dos seus quadros há muitos anos, e outra parte, que é, fundamentalmente, constituída por jovens, que têm a oportunidade de aprender a trabalhar na área da restauração, segundo um profissionalismo que não prejudica o serviço, e que acaba por ser equilibrado entre a experiência e a juventude.


Todos estes fatores aliam-se para tornar o Verde Amarelo no local ideal para ter uma refeição junto à praia. Dos pratos aos gelados caseiros, vários são os motivos para nos sentarmos numa mesa sua.


Lisboa continua à espera do franchising passar a ponte, e abrir um restaurante na outra margem. Por agora, o Verde Amarelo continua a combinar com o azul do mar seu vizinho, e a agradar os paladares de quem o visita.


4.3/5 ★


Fonte: MyGon

Site Oficial: https://www.pizzariasverdeamarelo.com/

166 visualizações

RECEBE AS NOVIDADES